DICAS PARA REPARAR O WINDOWS 7

Tente reparar seu Windows 7 com algumas destas dicas!




[Imagem: 692727941113576.jpg]

Importante: nenhum dos comandos sugeridos a seguir vai danificar o seu Windows 7.

Prompt de comando:

Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado;
Escolha a opção "Prompt de Comando";
Digite o comando “dism.exe /image:C:\ /cleanup-image /revertpendingactions”
Importante: se o Windows estiver em uma partição diferente de "C:", a letra deve ser substituída;
Aperte “Enter”;

Se o comando listado acima falhar:

Digite o comando “cd C:\windows\winsxs” e aperte “Enter”;
Importante: novamente, se o Windows estiver e uma partição diferente de "C:", a letra deve ser trocada.
Digite o comando “rename pending.xml pending.xml.bak”; e
Aperte “Enter”;

Última configuração válida:

Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado; e
Selecione a opção "Última configuração válida".

Restauração do sistema:

Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado;
Acesse a opção "Reparar seu computador";
Insira a senha de administrador do sistema;
Escolha a opção "Restauração do Sistema";
Marque uma data anterior à instalação da atualização; e
Quando retornar à tela anterior, selecione "Reparo de Inicialização" e, por fim, reinicie o computador.

Se o "Reparar seu computador" não aparecer:

Aperte F8 enquanto o Windows estiver sendo iniciado;
Selecione "Prompt de Comando";
Digite o comando “rstrui” e aperte “Enter”;
Marque uma data anterior à instalação da atualização; e
Na tela anterior, selecione "Reparo de Inicialização" e reinicie o computador.

Substituição de arquivo:

Importante: se você não possuir o arquivo que deverá ser substituído, baixe-o aqui;
Em um computador que funciona, vá até a pasta “C:\Windows\System32\drivers”;
Procure o arquivo “ntfs.sys” e copie esse arquivo para um pendrive;
Inicie o sistema danificado usando o LiveCD do Linux;
Importante: se você não conseguiu copiar um arquivo ntfs.sys de outro computador, vá até a pasta "Windows\winsxs" e procure pelo arquivo "ntfs.sys" nas subpastas. Pegue o arquivo mais novo que achar e copie (CTRL+C);
Navegue na pasta "drivers" mencionada acima;
Renomeie o arquivo “ntfs.sys” para “ntfs.sys.bak”;
Copie o arquivo “ntfs.sys” da máquina que funciona (que está no pendrive) ou cole o arquivo copiado da subpasta de “winsxs” para o sistema danificado;
Importante: se isso não funcionar, inicie o sistema pelo Linux, exclua o “ntfs.sys” copiado e renomeie o “ntfs.sys.bak” para “ntfs.sys”. Em seguida, tente outra forma de reparo.

Para evitar danos depois que o Windows iniciar

Vá ao Painel de Controle e procure a opção Windows Update;
Clique nas atualizações e desmarque a caixa referente à atualização KB2823324.
Seu problema foi resolvido? Deixe suas respostas e sugestões nos comentários!

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/windows-7/38479-tente-reparar-seu-windows-7-com-algumas-destas-dicas-.htm#ixzz2rImyBvov




CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA NOS ENCONTRAR NAS REDES SOCIAIS E BLOGS.

.



Tente reparar seu Windows 7 com algumas destas dicas! Importante: nenhum dos comandos sugeridos a seguir vai danificar o seu Windows 7. Prom...

A Saga de Cotoco em 4 Capítulos, Piadas do Joãozinho, Joãozinho

A Saga de Cotoco em 4 Capítulos


CAPÍTULO I - COTOCO E O MAR

Cotoco era um menino muito, muito, mas muito triste, pois não tinha os dois braços e as duas pernas . .
Os amigos sempre tentavam levá-lo pra passear e se divertir.
Um dia o pessoal resolveu ir à praia.
- Já sei! Vamos levar o Cotoco -disse alguém . . .
- É isso! Vamos, Cotoco, a gente vai pra praia e vamos te levar com a gente.
- Não, de jeito nenhum! Vocês não vão se divertir se me levarem....
- O que é isso, Cotoco! A gente reveza e cuida de você.
De tanto insistirem o Cotoco resolveu ir, e chegando lá os amigos o colocaram bem na beirada da água, no rasinho e lá ele ficou se divertindo.
Mas o pessoal se distraiu e ele foi ficando por lá....
De repente a maré começou a subir, subir e enquanto as ondas iam e vinham ele ia afundando, afundando.
Cotoco então começou a se desesperar....
- Socorro !!!!!!!!!!!! Socorro!!!!!!!!!! - gritava o Cotoco.
Foi aí que um cara, que já tinha tomado todas, o avistou de longe e correu para o resgate.
Heróico, o bêbado pegou Cotoco nos braços e começou a nadar vigorosamente.
E o Cotoco pensou:
- Ufa! Agora estou salvo. .
Porém o bêbado estava indo pro lado errado e quando finalmente o "pé de cana" estava com água na altura do peito, lançou Cotoco violentamente para o fundo da água e gritou:
- Vai, tartaruguinha. . . . vai . . .

CAPÍTULO II - COTOCO, O NADADOR

Depois do quase fatídico e trágico acontecimento na praia, no qual um banhista bêbado pensou que ele fosse uma pobre tartaruguinha e o lançou bem longe em alto mar ...
Mas foi então que aconteceu um milagre:
Cotoco começou a nadar com as orelhas!
Cotoco virou uma celebridade. Virou nadador profissional.
Apareceu no Gugu, deu entrevista no Ratinho, ganhou destaque no Show do Esporte e foi chamado para ir aos Jogos Para-Olímpicos.
Chegou o grande dia!
Uma equipe contratada começa a prepará-lo e outra, especialmente treinada, joga Cotoco na piscina, mas para espanto geral, o pobre Cotoco fica parado no fundo da piscina, obviamente sem se debater, e é retirado as pressas para a superfície.
Ainda assustado com o grupo de curiosos que se forma à sua volta, Cotoco vai recuperando o fôlego.
Todos esperam uma explicação para tamanho fracasso até que Cotoco consegue finalmente dizer:
- Quem foi ... o filho da p... que me colocou essa touca?

CAPÍTULO III - O CIRCO

Depois da quase trágica aventura no mar e da sua curta carreira como nadador, o coitado do pobre cotoco resolveu fazer um programa que "APARENTEMENTE" não o colocaria em perigo.
Eis que ele reuniu seus fiéis amigos e foram em um circo .
Decorria o número do domador de leões, quando o leão escapou da jaula e foi para cima do público.
As pessoas começaram a correr de um lado para o outro, e os amigos do pobre cotoco, é claro, deram no pé. Cotoco se debatia nas arquibancadas e se esforçava para sair dali.
Alguns, ao verem o pobre deficiente, gritavam para que alguém o acudisse:
- Olha o aleijado!!! Olha o aleijado!!!
E cotoco debatendo cada vez mais rapidamente pelas arquibancadas.
- Olha o aleijado!!! Olha o aleijado!!!
E cotoco, sem agüentar gritou:-
- SEUS FILHOS DA P... !!! DEIXEM O LEÃO ESCOLHER SOZINHO !!!

CAPÍTULO IV - O CASAMENTO DO COTOCO

Certa vez, uma viúva rica e solitária decidiu que precisava de um outro homem em sua vida, então colocou um anúncio no qual podia-se ler:
"Viúva rica procura por homem para compartilhar vida e fortuna."
Requisitos necessários:
1 - Não me bater...
2 - Não fugir de mim...
3 - Ser excelente na cama...
Por muitos e muitos meses seu telefone tocou incessantemente, sua campainha não parava um segundo, ela recebeu toneladas de cartas, mas nenhum dos pretendentes se enquadrava nas qualificações.
Porém, um dia, a campainha tocou novamente.
Ela abriu a porta e quem estava lá????
O COTOCO sem braços nem pernas deitado no tapete da porta.
Perplexa, ela perguntou:
- Quem é você? E o que você quer?
- Olá! - ele disse - Sua busca terminou, pois sou o homem dos seus sonhos.
Eu não tenho braços, logo não posso te bater. Não tenho pernas, portanto não posso fugir de você.
- Bom - ela retrucou - o que o faz pensar que é tão bom na cama?
COTOCO respondeu:
- Eu toquei a campainha, não toquei?!?!
......... e Cotoco viveu feliz para sempre....


.
.

Confira as melhores piadas no blog PIADAS DO JOÃOZINHO : http://piadadojoaozinho.blogspot.com.br/


# humor   # piadas   # anedotas   # humornegro A Saga de Cotoco em 4 Capítulos CAPÍTULO I - COTOCO E O MAR Cotoco era um menino muito, muito...

Petição pedindo perícia espiritual | Coisas da Internet

Petição pedindo perícia espiritual | Coisas da Internet´➞➞➞➞


Compartilhado publicamente via Facebook.







Compartilhado publicamente via Facebook.




Endereço: Rua Capitão Camboim, (Em cima da Loja Lola's Modas/ Cacau Show), nº 170, sala 201 - Centro - Sapucaia do Sul - RS. 

Fone: (51) 3452 4281. 

Celular:
Claro: (51) 99184-5181




Email: contato@veracatarina.com.br

   




Petição pedindo perícia espiritual | Coisas da Internet´➞➞➞➞ Compartilhado publicamente via Facebook. Compartilhado publicamente via Faceboo...

Desvio de função, Direito Trabalhista



Direito Trabalhista: Desvio de função



O desvio de funções, quando um funcionário é deslocado de uma para outra área, sem alteração salarial, pode representar prejuízos para a empresa. Esse é um dos assuntos que tratamos nesta edição da Coluna Direito Trabalhista.
Jairo Almeida, Barra do Ceará, Fortaleza
Tive alteração de função na empresa, sem mudança de salário. Se isso me dá algum direito?
R – Mesmo existindo cláusula contratual sobre a função a ser exercida pelo empregado, esta poderá ser modificada ao longo do contrato de trabalho, tanto no sentido horizontal, mantendo-se o mesmo nível hierárquico, como no sentido vertical, de maneira ascendente ou descendente. Essas alterações, no entanto, serão ilícitas, em alguns casos, e, em outros, não, tudo dependendo de terem sido unilaterais ou bilaterais e terem ou não acarretado prejuízos diretos ou indiretos ao empregado. Logo, dependendo da mudança pode ou não haver mudança de salário, não é obrigatório!

Fonte: Cerá agora - POR Ingrid Baratta - 
Data: 12/05/2014





Endereço: Rua Capitão Camboim, (Em cima da Loja Lola's Modas/ Cacau Show), nº 170, sala 201 - Centro - Sapucaia do Sul - RS. 

Fone: (51) 3452 4281. 

Celular:
Claro: (51) 99184-5181




Email: contato@veracatarina.com.br

   




Direito Trabalhista: Desvio de função O desvio de funções, quando um funcionário é deslocado de uma para outra área, sem alteração salarial,...

Os cuidados na aquisição de imóvel de imóvel na planta




O sonho da casa própria é ao anseio de grande parte dos consumidores brasileiros. Em termos de história, um medidor de riqueza social é a propriedade imobiliária. Boa parte dos anúncios, veiculados em mídia impressa, rádio ou televisão, tratam da aquisição da unidade imobiliária. De maneira proporcional, à medida que os imóveis valorizam, aumenta também a quantidade de problemas, tais como, falsidade de documentos, simulação, defeito ou invalidade no negócio jurídico, atrasos na entrega do imóvel, defeitos construtivos e até mesmo a falência da Construtora ou Incorporadora.
De qualquer forma, não se consegue prever quais os problemas, que o adquirente poderá enfrentar, ou mesmo, se vai receber o imóvel da maneira que foi demonstrado na maquete, no estande de vendas, ou nas condições contratadas.
O fato é que, para a compra de um imóvel na planta, os primeiros cuidados na aquisição; é a verificação de documentos que informam sobre a situação da obra, e sua regularidade e a proceder ampla pesquisa sobre a idoneidade, moral e financeira da Construtora. Na compra de imóvel, se deve verificar, se o imóvel possui os documentos em ordem, se pertence ao proprietário e se este proprietário, cumpre de maneira regular as suas obrigações.
Entretanto, antes de analisar o imóvel e a venda, o consumidor deverá vir documentado ao estande de vendas da Construtora, embasado com o tipo de imóvel que procura, as condições ideais de pagamento, as taxas mais favoráveis, tais como IPC, e a certeza de que é o momento certo para adquiri-lo. Outro ponto importante, é verificar qual é o sistema utilizado no financiamento imobiliário, o mais utilizado é a tabela price, no entanto, este sistema conta com os juros capitalizados, ela prioriza a amortização dos juros do período e não o valor principal, ou seja, abusiva e ilegal. A tabela mais favorável é a SAC, ou sistema de amortização constante e mais vantajosa nos contratos imobiliários.
Pesquise sobre a Construtora, a internet oferece esta possibilidade, principalmente no PROCON e nos sites de Reclamação, permitem ao consumidor uma maior garantia, por uma empresa sólida e que respeita os contratos.
Visite a obra pessoalmente. Um grande erro do comprador de imóvel, é confiar no anúncio, na maquete apresentada pelo vendedor, mas não visitar o imóvel pessoalmente. Somente com a vistoria da obra e que se consegue visualizar, como é feito o trabalho da Construtora, se a está atendendo ao Memorial Descritivo do Imóvel e se o material utilizado é de qualidade. Até mesmo os vícios construtivos, tais como trincas, fissuras e infiltrações, somente são percebíveis, visitando o local pessoalmente, se possível, ir acompanhado de um engenheiro de confiança também é importante.
Os documentos para verificação do imóvel, são vários, mas podemos descrever o principal: a certidão de propriedade. É um documento que é a cópia da matrícula do imóvel, ou seja, a ficha que contém as informações sobre o registro do imóvel, que consta também o proprietário, tudo de acordo com a Lei 6015/73, art. 167Lei de Registros Publicos. O mais importante, é que nesta ficha, ou matrícula, constam as alterações no registro, bem como, as vendas que ocorreram do imóvel, em que época e para que pessoa. Este documento, descreve todo o histórico do imóvel. Através da matrícula se verifica; o estado civil do vendedor e a participação do cônjuge no imóvel, se há promessa de compra e venda, se está hipotecado (garantindo alguma dívida), se está penhorado por dívidas, se está gravado como usufruto, se existe caução, se existe cláusula de inalienabilidade, se o vendedor é capaz, se há averbação da construção.
Exija o memorial de incorporação, documento essencial para qualquer obra comercializada, como descreve a Lei 4591, de 1964. Neste documento, estão as prova de propriedade do terreno, o projeto de construção aprovado pela prefeitura, o cálculo da área do imóvel, das frações ideais das unidades habitacionais, e a descrição do acabamento e material utilizado na construção.
A Certidão Negativa de Tributos Municipais, é a garantia de que todos os impostos municipais foram quitados, pois cabe lembrar, a obrigação de pagamento dos impostos é propter rem, acompanha a coisa e essa certidão de quitação, é essencial para a lavratura da escritura do imóvel, pois como descrevei o antigo Código Civil de 1916; “A certidão negativa exonera o imóvel e isenta o adquirente de toda a responsabilidade”.
Outra certidão essencial, é a Certidão Negativa de Débitos Condominais, descrita no art. 4, da Lei 4591/64, que a “que dependerá de prova a quitação das obrigações do alienante para com o respectivo condomínio”, ou seja, dependerá de uma declaração do síndico do edifício, que comprovará a quitação de todas as taxas condominiais. Somente de posse desta declaração, emitida pelo síndico, é que o tabelião lavrará a escritura de venda, doação, cessão de direitos.
Para evitar os riscos de uma desapropriação, também é válido, antes de efetivar a compra e entregar o sinal de pagamento, verificar se o imóvel não foi pretendido não foi declarado de utilidade pública. Esta pesquisa, poderá ser feita na Prefeitura local.
Ao fechar o negócio, lembre-se de registrar o contrato de promessa de compra e venda, pois mesmo que a Lei descreva que a ausência do registro não invalida o documento, este registro é a prova da concretização do negócio e poderá ser oponível contra terceiros. Devemos seguir a máxima “quem não registra, não é dono”. Neste mesmo entendimento, cabe lembrar, que devemos registrar não apenas a promessa de compra e venda, mas principalmente a escritura do imóvel.
De toda forma, o mais importante é proceder o registro da escritura, pois somente com a lavratura da escritura em cartório, é que se opera a transferência de propriedade.
Todas estas precauções são necessárias e evitam problemas na aquisição do imóvel, afinal, este bem tão esperado por grande parte dos consumidores, não pode proporcionar frustração, e sim a sensação de segurança e a satisfação de realização de uma conquista.
Texto: Bernardo César Coura


Publicado em 13 de maio de 2014



Endereço: Rua Capitão Camboim, (Em cima da Loja Lola's Modas/ Cacau Show), nº 170, sala 201 - Centro - Sapucaia do Sul - RS. 

Fone: (51) 3452 4281. 

Celular:
Claro: (51) 99184-5181



Email: contato@veracatarina.com.br

   




O sonho da casa própria é ao anseio de grande parte dos consumidores brasileiros. Em termos de história, um medidor de riqueza social é a pr...

Vídeo sobre: O ônus de prova no processo trabalhista

Em breves linhas, damos uma noção superficial de como funciona a obrigação de provar as alegações, de reclamante e reclamado, no processo trabalhista.





Publicado em 10 de maio de 2014



Endereço: Rua Capitão Camboim, (Em cima da Loja Lola's Modas/ Cacau Show), nº 170, sala 201 - Centro - Sapucaia do Sul - RS. 

Fone: (51) 3452 4281. 

Claro: (51) 99184-5181




Email: contato@veracatarina.com.br

   




Em breves linhas, damos uma noção superficial de como funciona a obrigação de provar as alegações, de reclamante e reclamado, no processo ...

Mais visitadas no mês